Este espaço é reservado para a publicação da documentação do projeto binca no âmbito da disciplina de Projeto 2011/2012 do 3ºano do curso de Novas Tecnologias da Comunicação.
08
Mar 12

 Na reunião foram discutidos alguns tópicos importantes face à estrutura em geral do sistema e relativamente à interface gráfica a mostrar na demo gráfica.

 

Primeiro foi discutida uma questão de privacidade relativa à filmagem e captura de imagem das crianças, pois os pais/responsáveis iriam ter acesso a imagens, não só da sua criança, como de todas as outras que frequentassem o espaço. Para isto surgiram duas soluções: retirar a funcionalidade de gravar as fotografias; colocar na base de dados um campo de estado (ativo e inativo – 0 e 1) que apenas estivesse ativo enquanto a criança desse responsável estivesse no espaço, ou seja, quando a criança fizesse o checkout, o estado do responsável passaria a inativo. Pôs-se ainda a possibilidade de contatar com a Comissão Nacional de Proteção de dados a pedir autorização para as filmagens no centro comercial.

 

De seguida, foi abordado o assunto da capacidade de interação com superfícies touch de crianças com idades entre 3 e 5 anos, uma vez que se colocou a possibilidade de passar do público alvo 3 a 4 anos para 4 a 5 anos, caso se comprovar que crianças com 3 anos não possuem uma boa compreensão da interação com dispositivos touch. Como possível solução colocou-se a possibilidade de, no infantário da UA, fazer pequenos testes com jogos para dispositivos móveis touch com crianças com idades compreendidas no intervalo acima referido.

 

Falou-se também da hipótese de utilizar o sistema coloradd (simbologia representativa de cores para daltónicos) a fim de possibilitar uma melhor interação por parte de crianças daltónicas. No entanto esta hipótese foi retirada uma vez que é difícil para as crianças entre 3 e 5 anos compreenderem os símbolos em questão.

 

Fez-se um pequeno esquema a fim de compreender de que forma se poderia minimizar os custos de material. Durante o seu desenho, apercebemo-nos de que a aplicação Android a construir teria que ser incorporar funcionalidade de uma página web dinâmica como o streaming de vídeo, o acesso à base de dados, etc. Decidimos então passar da aplicação Android para um website para dispositivos móveis. Desta maneira o sistema torna-se muito mais versátil pois fica acessível a qualquer utilizador que possua um dispositivo móvel com wi-fi.

 

Com isto colocou-se outro problema: como enviar as notificações assim que a criança sair do espaço. Isto pois sendo uma página web, a sua informação só é atualizada quando se faz refresh à página, o que neste caso não era o ideal pois caso o utilizador não fizesse refresh não saberia se a criança já tinha saído do espaço. Pôs-se ainda a possibilidade de fazer refresh de 5 em 5 minutos por exemplo, mas para um caso de segurança é um intervalo de tempo demasiado grande. Daí surgiu então a solução: enviar as notificações por SMS. Assim tanto os utilizadores com dispositivos móveis com wi-fi como os utilizadores com dispositivos móveis sem wi-fi podem ter acesso às notificações/alertas do estado da criança e ainda a velocidade de reação do sistema torna-se muito maior.

 

Tarefas para a próxima reunião:

 

- Construir uma grelha de interações a testar para os testes com as crianças;

 

- Fazer os testes com as crianças do infantário;

 

- Fazer a demo gráfica;

 

- Procurar artigos/estudos sobre a interação de crianças com idades superiores a 3 anos com dispositivos touch;

 

- Começar a programar algumas funcionalidades base do sistema;

 

- Começar a realizar alguns testes touch com a mesa touch a fim de compreender melhor o seu funcionamento;

 

- Ver como é que funciona concretamente o pulg-in para JavaScript jPooky.

 


pesquisar blog
 
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
17

18
20
21
24

25
27
31